Make your own free website on Tripod.com

J T H P
VOLTAR


Como iniciar sua criação

Primeiramente o iniciante deverá ter um certo conhecimento em genética (lei de Mendel) , prática no manejo tal como identificar as doenças antes que as mesmas se instalem completamente no aquário , ter o conhecimento do tratamento das principais doenças tais como íctio , parasitas , oodinum , saber variar a alimentação usando corretamente os diversos tipos de alimento nas devidas quantidades e vezes ao dia e conhecer bem os hábitos da espécie a ser criada , melhores formas de cruzamento , variedades , PH , DH , temperatura ideal , luminosidade ideal , etc.

Após dominar estes conhecimentos o iniciante estará apto a iniciar sua criação . Para aqueles que ainda não dominam todas estas variáveis aconselho a adquirir livros específicos de cada assunto , ler muito e estar sempre aprimorando os conhecimentos aliando a teoria a prática como tudo nesta vida.

1 passo : Caso o iniciante opte em criar guppies o passo inicial é a aquisição de boas matrizes . Estas deverão ser puras e adquiridas de criador idôneo pois cada linhagem tem suas características próprias e melhor forma de cruzamento e seleção . É primordial o iniciante saber estes dados e optar pela linhagem que melhor lhe cabe pois existem linhagens mais fáceis e difíceis de serem mantidas e aprimoradas. O melhor é a aquisição de dois trios (2 machos e 4 fêmeas) ou dois casais , sendo que estes deverão ser primos entre si não havendo assim muita consangüinidade (para linhagens fixadas evite cruzar irmãos).

2 passo : Desta forma para cada linha deverá se ter 2 aquários (1 para cada trio ou par).Assim ao nascerem as crias o criador deverá separar cada uma em aquários próprios marcando a data de nascimento e o aquário de origem .

3 passo : Após dois meses no máximo o criador deverá sexar as crias , ou seja , separar os machos das fêmeas pois assim ele evitará que machos com menor potencial fertilize a fêmea.

4 passo : Após 3 meses de idade ele já deverá por para cruzar os melhores machos com as melhores fêmeas evitando sempre o cruzamento entre os irmãos , trocando-se assim as matrizes.

Como deverá ser o setup:

Para cada linhagem o criador deverá ter no mínimo 10 aquários . 1 para matriz A , 1 para matriz B , 1 para filhotes ate 2 meses de A, 1 para filhotes até dois meses de B , 1 para jovens machos de A , 1 para jovens machos de B, 1 para jovens fêmeas de A , 1 para jovens fêmeas de B , 2 para separa fêmeas grávidas.

O melhor e separar cada cria em 1 aquário assim o criador saberá de quem é a cria , qual filhote esta crescendo mais , qual será o futuro campeão e matriz.

O melhor e ter aquários padronizados para cada tipo . Alguns criadores dizem que o guppy não necessita de aquários com muita altura , pois ele assim terá condições de ter uma maior cauda . Meus aquários tem no máximo 30 cm de altura mas estes acham que o aquário deverá ter no máximo 20 cm de altura . No meu caso não percebi diferença entre ambos pois na minha opinião o que vale é a pureza da linha pois se ela é boa mesmo os peixes ficarão sempre muito belos e vigorosos . Aconselho a não ultrapassar 30 cm de altura . As demais variáveis deverão ser de acordo com o espaço e a meta de cada criador. No meu caso tenho aquários de 35 a 55 l para matrizes , até 20 l para filhotes recém nascidos e 40 L para jovens . A criação em caixas d’água tem suas vantagens e desvantagens . Uma vantagem seria o espaço porém o manejo e identificação dos peixes e possíveis doenças fica difícil , pois quanto mais pura a linhagem mais fraca e suscetível a doenças ela se torna. Devido a esta razão os bons guppies desapareceram do mercado pois é muito mais fácil criar barrigudinhos ou garaús que são fortes , férteis e terrivelmente inferiores do que uma linhagem pura , mais fraca e menos fértil. Muitos que tentaram criar em tanques linhagens puras com meses ou até dias perderam toda criação por motivos diversos tais como doenças , quantidade de alimento inadequado , cruzamentos indesejáveis , predadores naturais , mudança brusca de temperatura ou mesmo chuva ácida.

Muitos questionam se aquários ligados em série seria boa opção por terem como fazer uma cascata renovando assim a água constantemente. Existem pontos a favor e contra este tipo de setup , o positivo é a renovação da água constantemente , os negativos são :

Caso a água por alguma razão saia suja , com temp. diferente ou PH (chuva) , com agrotóxico ou outro agente químico não precisa nem falar no que vai dar;

Se por acaso um peixe amanhece doente , com bactéria , verme ou mesmo íctio em poucos minutos tudo irá "por água a baixo" no sentido duplo da expressão .

Caso um macho ou fêmea passe de um aquário para outro irá assim ser inseminada ou inseminar os habitantes do outro aquário , contaminando assim a seleção genética e às vezes até levando a linhagem a declínio. Caso o criador opte por este ou outro dispositivo desaconselhável , deverá se preparar para estes imprevistos e tentar controlar ao máximo estas variáveis.


Qualquer dúvida mande um
Mande um e-mail